Principais efeitos da Síndrome de Burnout no trabalho

Confira como reintegrar a sua vida profissional de forma saudável, quais são os efeitos e  impactos da Síndrome de Burnout.

A Síndrome de Burnout trata-se de um distúrbio psíquico causado pela exaustão extrema, sendo mental ou física. Sua principal causa é o excesso de trabalho. Afeta grande parte das pessoas que possuem um nível de exigência e perfeição acima da média.

Algumas características que podem ser identificadas em quem sofre dessa síndrome são: dificuldades em se desconectar do trabalho e ter momentos de descontração e lazer, constante insatisfação consigo e com outros, mudanças de humor e comportamento repentinas, dificuldades em alinhar sua vida pessoal e profissional, autocobrança e insegurança em excesso.

Esses sintomas, causando grande esgotamento emocional e físico, acabam fazendo com que a pessoa viva constantemente nesse ciclo e realizando suas atividades de forma automática, sem prazer e conexão com sua vida.

É comum que muitas pessoas se identifiquem com esses sintomas principalmente em nosso cenário atual de pandemia. A migração para o home office exige mais responsabilidade ao profissional, com sua vida pessoal e profissional interligadas, a síndrome está ali à espreita.

Portanto, quem sofre dessa síndrome pode tratá-la de algumas formas que veremos a seguir:

O tratamento pode ser feito com medicamentos, mas geralmente requer acompanhamento médico e psicoterapia. Além disso, o profissional de saúde pode sugerir mudanças no estilo de vida e exercícios de relaxamento que ajudem a aliviar o estresse do trabalho.

É essencial ter momentos de conexão consigo mesmo, dando preferência a atividades que lhe agreguem satisfação. Isso pode ser feito por meio de uma atividade física, alimentação saudável, conexão espiritual, meditação ou yoga. Ainda que seja difícil, esse compromisso consigo mesmo, com seu corpo, mente e espírito deve ser realizado diariamente e de forma constante, levando à desconexão dessa matriz de trabalho e corporativa, que muitas vezes cria dissociação da realidade e da vida.

Por mais que exista a autorresponsabilidade, é essencial a cooperação da empresa  evitando o aumento de absenteísmo e alta rotatividade, mantendo assim os níveis de produtividade e satisfação.

É válido que todo o ambiente corporativo adote esses hábitos a fim de evitar que a síndrome acometa todos os colaboradores.

COMPARTILHE!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
Idioma »
Abrir Chat
Precisa de ajuda?
Podemos te ajudar?